José Trajano

José Trajano - ultrajano

Sejam bem-vindos ao Ultrajano!

Aqui tratamos preferencialmente de esportes, política, cultura geral e direitos humanos.

Somos uma plataforma de artigos de colunistas, reportagens, entrevistas, bate-papos, compartilhamento de notícia, dicas e principalmente programação ao vivo.

Tudo sob o comando de José Trajano, um dos mais respeitados jornalistas do Brasil.



Acompanhe:

Vila do povo

Postado por JR Malia em 19/jan/2018

vila belmiro

Ordem da nova diretoria é para descer a picareta em vários setores do estádio do Peixe para devolver o espaço ao povo. Chega de elitismo!

A nova diretoria do Peixe, chefiada por José Carlos Peres, decidiu dar cartão vermelho à elitização que se apoderou do aquário da Vila Belmiro com a construção de camarotes próximos ao campo nos últimos anos. A ordem é para descer a picareta em vários setores, devolvendo o espaço ao torcedor que um dia já se orgulhou da força do alçapão santista nos jogos.

Atrás de um dos gols, por exemplo, os camarotes serão substituídos por uma arquibancada com capacidade para 800 espectadores. Até alambrados serão ressuscitados. Com a reforma, o presidente Peres, seus pares e ímpares acreditam a galera voltará a frequentar o velho Urbano Caldeira.

No último Brasileirão, não foram poucos os jogos com público risível, meia dúzia de gatos pingados apoiando a equipe. Tanto que o Santos cravou apenas a 17ª média de pagantes do campeonato, com 11.597 por partida, mesmo realizando boa campanha (terceiro lugar). O melhor público foi registrado na vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians, com 12.567, ocupação de 78% da Vila e tíquete médio de R$ 51.

Ao longo de toda a temporada, o Peixe disputou 25 embates na Baixada, com a média de 8.264 testemunhas por confronto, metade da capacidade da Vila. Que nos áureos tempos de alçapão, antes das reformas, chegou a abrigar mais de 30 mil torcedores. Época em que os triunfos eram considerados favas contadas.

 ############

Gato mestre.
Ronaldinho Gaúcho: mais que um ótimo jogador, um excepcional artista. Quem viu lamenta o adeus à bola, quem não viu chora o espetáculo perdido.

Chama o síndico!
Corinthians, eterno Papai Noel: empresários receberam R$ 9,6 milhões de comissão na venda de Jô para o Nagoya Grampus. Clube ainda pagou os impostos que deveriam ser bancados pelos agentes. Sanguessugas do sucesso alheio levaram 30% do valor da venda, apenas 20% a mais do que a mamãe Fifa considera normal.

Rosamundo, o pensador.
Um camelo não zomba da corcunda de outro camelo.

Fala sério!
O Circo Brasileiro de Futebol é mesmo um vulcão de ideias… marotas. Braço direito do supimpa Carlos ‘Rolando Lero’ Nuzman, quando a ‘tchurma’ dominava o COB (caixinha, obrigado Brasil) com mãos leves, o ex-atleta olímpico Agberto Guimarães deve comandar o comitê organizador da Copa América no Brasil, em 2019, informou o blogueiro Juca Kfouri. Agberto faturou a medalha de ouro nos 800m e 1.500m do Pan de Caracas, em 1983. Disputou três Olimpíadas e ficou em quarto nos 800m de Moscou/80. Ou seja: da sapatilha para a chuteira, tudo a ver.

Tá na rede.
Lucas Lima está nas nuvens: pela primeira vez, mais de 30 mil torcedores vibraram com seu gol.

Terror.
O recado partiu da companhia de análises IHS, com sede no Reino Unido: por conta do apoio russo em derrotas do Estado Islâmico e da participação da Arábia Saudita e do Irã, a Copa do Mundo será um ‘alvo atraente’ para um ataque. Segundo o IHS, uma ofensiva bem-sucedida no Mundial, “provocaria um tremendo impulso de propaganda ao Estado Islâmico e seus combatentes e apoiadores”. O relatório da IHS informou ainda que os ataques reivindicados pelo EI cresceram pouco em 2017, para mais de 4.500, “mas as fatalidades dos ataques caíram se comparadas às de 2016, para cerca de 6.500”.

Dona Maricota.
Se não sair nesta janela de transferências, o atacante Dudu dificilmente permanecerá no ninho dos periquitos em revista depois da Copa da Rússia. O Palestra baterá o martelo se aparecer um clube disposto a pagar 15 milhões de euros pelo atleta, que sonha com a independência financeira.

Papo de boteco.
Gabigol retornará ao aquário da Vila Belmiro com ou sem máscara?

Troféu Zé do Caixão.
Chega ao fim a nefasta era do capitão gancho Eu-rico Miranda no Vasco. O ditador mais democrático do planeta das chuteiras não deixará um pingo de saudade. Ao contrário. A nau vascaína está atolada em um imenso banco de areia financeiro. Fora de São Januário, Eu-rico poderá aproveitar o tempo para curtir o verão da Sibéria ou trocar figurinha com o amável norte-coreano Kim Jong-un.

Dom Chicote.
Raí está desempenhando muito bem o papel de cartola no soberano Tricolor: Ricardo Rocha e o Lugano são ótimos reforços.

Na boca da mídia.
De Ancelmo Gois, no ‘Globo’: “Para ser embaixador do Campeonato Estadual do Rio em 2018, Pelé cobrou cachê de R$ 600 mil, dividido em seis parcelas. O maior jogador de todos os tempos, como se sabe, participou, segunda, do evento do lançamento da competição.” O empresário EA do Nascimento agradece.

O povo quer saber.
Neymar está ‘cavani’ um motivo para trocar o PSG pelo Real Madrid?

O que você achou?
jr.malia@bol.com.br

(Visited 1.843 times, 1 visits today)