José Trajano

José Trajano - ultrajano

Sejam bem-vindos ao Ultrajano!

Aqui tratamos preferencialmente de esportes, política, cultura geral e direitos humanos.

Somos uma plataforma de artigos de colunistas, reportagens, entrevistas, bate-papos, compartilhamento de notícia, dicas e principalmente programação ao vivo.

Tudo sob o comando de José Trajano, um dos mais respeitados jornalistas do Brasil.



Acompanhe:

Salve Paulinho da Viola, o Príncipe do Samba

Postado por Moacyr Oliveira Filho em 14/nov/2017

Paulinho da Viola faz 75 anos e quem ganha presente somos nós, com a estreia do seu perfil oficial no Facebook

Paulinho da Viola, o Príncipe do Samba, fez 75 anos no domingo (12/11), mas quem ganhou presente fomos nós. Para comemorar a data, Paulinho venceu sua tradicional timidez e estreou seu perfil no Facebook, aderindo, tardiamente, ao mundo virtual.

Fico aqui só imaginando as maravilhas que estão por vir nesse perfil, quando Paulinho começar a postar suas histórias, suas músicas, suas opiniões, suas fotos, enfim, sua intensa vida profissional.

Os 75 anos de Paulinho da Viola foram comemorados em grande estilo, na quadra da Portela, numa edição especial da roda de samba Portela de Asas Abertas, toda dedicada a homenagear o ilustre aniversariante, que teve, também, o 2º Encontro dos Consulados da Portela – São Paulo, Brasília, Tóquio, Porto Alegre, Vale do Café, Florianópolis e Juiz de Fora.

Foi uma festa linda e emocionante, mesmo sem a presença do homenageado ilustre, que está em turnê pelo Brasil do seu show com Marisa Monte.

Paulinho da Viola, do alto de sua elegância e generosidade, sempre nos deu presentes. A começar pela organização da Velha Guarda da Portela, do qual foi padrinho e incentivador, e do primeiro disco do grupo – Portela, Passado de Glória, gravado em 1970, que revelou pela primeira vez ao grande público as obras-primas portelenses, na sua formação original com Aniceto da Portela, Mijinha, Manacea, Alberto Lonato, Ventura, Alvaiade, Chico Santana, Antônio Rufino, Alcides Dias Lopes (mais conhecido por Alcides Malandro Histórico), Armando Santos, Antônio Caetano, Monarco e Tia Vicentina.

Isso sem falar nos seus 21 discos, gravados ao longo da carreira, dos históricos shows Rosa de Ouro e A Voz do Morro e das centenas de sambas antológicos, a começar pelo festejado Foi um Rio Que Passou em Minha Vida, e de chorinhos igualmente magistrais.

Mas Paulinho da Viola é mais do que um sambista de primeira linha. Marceneiro, vascaíno, sinuqueiro e, acima de tudo, cidadão. Um homem que, apesar da timidez, sempre esteve ao lado das correntes progressistas e de esquerda e sempre travou o bom combate.

Sua elegância e gentileza contribuíram para que ele fosse reconhecido como o Príncípe do Samba, herdeiro direto da nobre linhagem não só dos sambistas portelenses, que sempre cultuou e preservou – Paulo da Portela, Alberto Lonato, Manacea, Mijinha, Argemiro, Alvaide, Ventura, Alcides Malandro Histórico, Chico Santana, Monarco e tantos outros, mas também dos mestres Cartola, Geraldo Pereira, Ismael Silva e tantos outros.

Por tudo isso, não é exagero dizer que Paulinho da Viola seja, atualmente, um dos maiores, se não o maior sambista brasileiro vivo. E que sua entrada no Facebook, certamente, contribuirá para ampliar, ainda mais, o conhecimento da sua obra, principalmente pelos mais jovens.

Como diz um samba de Monarco – De Paulo a Paulinho: “Ó Deus, conservai esse menino, que a Portela do seu Natalino, saúda com amor e paz, quem manda um abraço é Rufino, pois Candeia e Picolino lhe desejam muito mais”.

Vida longa, Mestre Paulinho!

(Visited 338 times, 1 visits today)