José Trajano

José Trajano - ultrajano

Sejam bem-vindos ao Ultrajano!

Aqui tratamos preferencialmente de esportes, política, cultura geral e direitos humanos.

Somos uma plataforma de artigos de colunistas, reportagens, entrevistas, bate-papos, compartilhamento de notícia, dicas e principalmente programação ao vivo.

Tudo sob o comando de José Trajano, um dos mais respeitados jornalistas do Brasil.

Posts mais visitados



Acompanhe:

Tabelinha #70

Postado por webmaster em 19/jan/2018 -

Trajano e Arreguy palpitam sobre os jogos da segunda rodada dos campeonatos estaduais e respondem perguntas sobre Vasco, Palmeiras e Neymar.

Tabelinha #66 o primeiro de 2018

Postado por em 15/jan/2018

Neste primeiro tabelinha de 2018, analisamos o início de temporada e respondemos às seguintes perguntas: Qual time arranca mais forte? Flamengo, Cruzeiro, Palmeiras ou Corinthians? Qual a contratação de maior impacto? Diego Souza, Fred ou Scarpa? Você levaria o Firmino para a copa?

Bloco dos esfarrapados

Postado por em 13/jan/2018

mendigagem carioca

A temporada não poderia ter começado melhor para os cariocas: Vasco no buraco, Fluminense em liquidação, Botafogo vende almoço para comprar janta e Flamengo fecha o cofre

O futebol carioca vive momentos esplendorosos neste início de temporada. Ano novo e… a velha e surrada bola. De pires na mão e chamando mendigo de excelência. Agarrando fio desencapado. Leia Mais

Picolé de chuchu

Postado por em 12/jan/2018

picolé de chuchu

O  “Picolé de Chuchu” está em baixa na pesquisa de votos para a presidência!

Arthur Virgílio, concorrente de Alckmin  no próprio PSDB, anda espalhando:  “Geraldo é um candidato sem pegada, sem posições definidas. No ritmo em que ele vai, o PSDB, ficará fora do segundo turno”. Leia Mais

Dona Arinda era melhor que qualquer farmácia

Postado por em 11/jan/2018

Benzedeira

“Ia falando suas palavras mágicas. E eu notei quando ela sorriu. Graças a Deus, não era nada grave!”

Tenho 64 anos e vivo na mesma região desde que nasci.

Nesta quinta-feira, às quatro e meia da tarde, saí do prédio onde moro há mais de quatro décadas, atravessei a rua e entrei na nova farmácia que abriram. Além de hamburgueria, pizzaria e barzinho, a minha querida Perdizes inaugura uma drogaria atrás da outra. Antes que a chuva começasse forte, entrei no novo estabelecimento. Pensei: loja nova, preços baratos ou mais baratos, porque não tem remédio em liquidação. E um dos seis que preciso tomar custa em média 5 reais cada comprimido. Leia Mais

Acompanhe: