José Trajano

José Trajano - ultrajano

Sejam bem-vindos ao Ultrajano!

Aqui tratamos preferencialmente de esportes, política, cultura geral e direitos humanos.

Somos uma plataforma de artigos de colunistas, reportagens, entrevistas, bate-papos, compartilhamento de notícia, dicas e principalmente programação ao vivo.

Tudo sob o comando de José Trajano, um dos mais respeitados jornalistas do Brasil.

Posts mais visitados



Acompanhe:

Jô já era

Postado por JR Malia em 17/nov/2017

Jô já era

Especialista na mandioca, o ex-centroavante palmeirense Evair condena os pedidos de convocação para o artilheiro corintiano

Se o ‘professor’ Tite cruzasse com o ex-centroavante Evair numa padoca da vida e perguntasse ao eterno ídolo palmeirense se aprovaria uma nova chance para o corintiano Jô na amarelinha desbotada, ouviria uma resposta negativa.

Profundo conhecedor dos atalhos da posição, Evair acredita que somente dois jogadores poderiam chacoalhar a roseira do adversário no comando do ataque brasileiro, o peruano Guerrero e o hermano Lucas Pratto.

“Infelizmente, hoje não temos ninguém como os dois. São capazes de exercer com competência a função do velho centroavante, além de ajudar a marcar”, lamentou Evair. Sobre Jô, um dos artilheiros do Brasileirão, afirmou que já teve uma chance e não soube aproveitá-la.

“Se precisar de um substituto para Gabriel Jesus, Tite vai ter de improvisar, talvez deslocando Neymar para o meio”, disse Evair. Que, chutando a modéstia para escanteio, acredita que resolveria o problema da amarelinha desbotada se ainda estivesse na ativa.

Por falar em Corinthians… O endividado clube é mesmo uma tremenda barca furada, um tsunami de pepinos: por enquanto, há somente quatro candidatos ao trono nas eleições de fevereiro de 2018. Brigam pelo poder na velha Fazendinha: o eterno rei do sorriso Andrés Sanchez, Antônio Roque Citadini, Felipe Ezabella e Romeu Tuma Júnior. Passando a régua: o Corinthians está no buraco financeiramente, devendo os tubos, mas é um ótimo mau negócio.

############

Gato mestre.
É mais fácil o capitão Gancho coçar o saco do que político trabalhar na ‘ilha da fantasia do mestre Tattoo’.

Pizza e vinho.
O presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, Seraphim del Grande, garante: vai agir com o ‘máximo rigor’ na apuração do escândalo da venda de ingressos repassados gratuitamente pela Crefisa ao cardeal Mustafá Contursi. As cornetas da turma do amendoim e de vários conselheiros também soam forte: o quiproquó terminará em um belo rodízio de pizza, regado a vinho e tarantela. Ninguém será punido. E Mustafá continuará forte como sempre nos bastidores do Palestra.

Rosamundo, o pensador.
cityMaluco mesmo é mosquito, que dorme em tábua de bater bife.

Cachê do Circo.
A plim-plim vai pagar US$ 2,5 milhões (R$ 8,2 mi) ao Circo Brasileiro de Futebol por partida da amarelinha desbotada até a Copa de 2022. O cachê da Vênus Platinada é 25% superior ao que vinha sendo depositado na conta bancária da casa maldita do ludopédio nacional – US$ 2 milhões (R$ 6 mi). O imperador ostentação Del Nero esperava fechar contrato por US$ 3,5 milhões (R$ 11,5 mi), colocou uma licitação na praça, mas ninguém se interessou. A plim-plim deverá transmitir 37 jogos, entre amistosos e duelos pelas Eliminatórias, até o Mundial do Catar.

Tá na rede.
Bem, amigos da Rede Globo, falamos ao vivo do tribunal de Nova York. O espetáculo do ‘Fifagate’ vai começar. Plim-plim!

Chocolate com pimenta.
O Saci colorado apenas cumpriu a obrigação ao voltar à elite do Brasileirão em 2018. Não há motivo para festa nem para lágrimas. Muito menos para prêmio especial. A equipe obteve a vaga aos trancos e barrancos, apesar do investimento em reforços como William Pottker e Leandro Damião. No Beira-Rio, o time encarou vaias, protesto e até quebra-quebra.

Zé Trovão.
Uma Copa do Mundo sem a Itália é como um Brasileirão sem Flamengo e Corinthians.

‘Boquitas’.
Tristeza na torcida do Boca Juniors, líder do campeonato: acabou o grupo ‘Las Boquitas’, cheerleaders que animavam a galera nos jogos. A explicação do clube: evitar que continuassem sendo vistas como objetos sexuais. A decisão não agradou às meninas, porque as garotas do basquete e futsal permanecem na ativa.

Zé Colmeia.
Oswaldo de Oliveira no Galo: quebra-galho com grife.

Dona Maricota.
O Partido Novo colocou o técnico Bernardinho em xeque: só tem mais um mês para sair do muro, decidir se vai ou não encarar uma briga pelo governo do Rio nas eleições de 2018.

Troféu Zé do Caixão.
As jogadoras da Seleção Colombiana ficaram uma fera com a decisão da Adidas em usar Paulina Vega, ex-Miss Universo, como garota-propaganda do novo enxoval da equipe e não uma atleta. A bronca aumentou porque James Rodríguez, do Bayern de Munique, serviu como modelo da roupa masculina.

Ding-Dong.
O Grêmio cansou do blá-blá-blá do Tijuana e decidiu procurar a mamãe Fifa para receber os US$ 550 mil (R$ 1,8 milhão) do empréstimo de Miller Bolaños ao time mexicano.

Na boca da mídia.
Do especialista em finanças de clubes de futebol Amir Somoggi, a Hugo Cilo, da ‘IstoÉ Dinheiro’: “O Palmeiras é a maior prova de que fazer investimentos milionários, sem uma gestão competente, é o mesmo que rasgar dinheiro. Politicagem e salários de mais de R$ 300 mil para diretores, maior do que o rendimento de presidentes de bancos, explicam essa situação esquizofrênica. A solução é um choque de gestão nos clubes, com menos troca de técnicos e jogadores, além de contrat ações mais profissionais.” No alvo.

O povo quer saber.
Os ingleses apagaram a chama da amarelinha desbotada?

O que você achou?
jr.malia@bol.com.br

(Visited 1.386 times, 1 visits today)