José Trajano

José Trajano - ultrajano

Sejam bem-vindos ao Ultrajano!

Aqui tratamos preferencialmente de esportes, política, cultura geral e direitos humanos.

Somos uma plataforma de artigos de colunistas, reportagens, entrevistas, bate-papos, compartilhamento de notícia, dicas e principalmente programação ao vivo.

Tudo sob o comando de José Trajano, um dos mais respeitados jornalistas do Brasil.

Posts mais visitados



Acompanhe:

Trancados no porão

Postado por em 22/dez/2017

olhos trancados no porão

Enquanto isso, em Brasília, um congresso de pulhas, a casa serve, além do tradicional escargot à Bourgnone, outras três receitas. A baba bovina dos vampiros promotores engrossa o caldo do esquecimento.

Sou à favor disso, sou contra aquilo, isso pode, isso não pode.

Essa dor aqui é maior do que a sua ali, claro. Com certeza.

Aquela ali, por exemplo, é dor menor.

Isso é um lixo, isso é genial.

Leia Mais

Pânico

Postado por em 14/dez/2017

Pânico

Quando a realidade sufoca a criatividade, a imaginação liberta. Sempre se faz algo contra alguém. É toda uma vida ordinária para se sair completamente ileso. Não existe cumprimento sem o desejo abissal de usurpar o trono.

Não gosto de sair de casa. Pesquiso aqui sobre transtornos antissociais.

Não, não sou sociopata. Definitivamente, os Outros importam. E muito.

Apenas prefiro a companhia dos livros, de Sânscrito, o gato, da mariposa Agnès Varda e da almofada Absinto. Leia Mais

Eles querem o cadáver da escritora (ou) O cadáver genial

Postado por em 07/dez/2017

hilda hilst

Hilda Hilst será homenageada na Flip 2018. Diretor geral da Flip atribui homenagem ao fato de obra de Hilda Hilst ‘extrapolar fronteiras’. Feira acontece em Paraty de 25 a 29 de julho de 2018. No próximo ano, a Companhia das Letras lança edição reunindo a obra em prosa da autora.

ROTEIRO DO SILÊNCIO

Não há silêncio bastante
Para o meu silêncio.
Nas prisões e nos conventos
Nas igrejas e na noite
Não há silêncio bastante
Para o meu silêncio.
Os amantes no quarto.
Os ratos no muro.
A menina
Nos longos corredores do colégio.
Todos os cães perdidos
Pelos quais tenho sofrido
Quero que saibam:
O meu silêncio é maior
Que toda solidão
E que todo silêncio.
(Hilda Hilst) Leia Mais

Festa de fim de ano (ou) Eu não morri, nem estava viva¹

Postado por em 23/nov/2017

priscila gontijo

“Preocupada, lambeu imediatamente cada vestígio de roxo, não queria mais ser a purpúrea da parada. Era tarde. A produtora já tinha percebido que ela percebeu que não fazia parte”

Quando ela entrou na festa, percebeu que os convivas eram tão lindos e perfeitos e altos e jovens que se arrependeu de não ter ido ao cirurgião plástico no dia anterior. Claro que ela não teria dinheiro para uma cirurgia daquele porte, afinal, ainda nem tinha feito o exame anual de mamografia devido ao bloqueio do seu plano de saúde, mas quem sabe conseguia um escambo? Leia Mais

Aos 40

Postado por em 16/nov/2017

Aos 40

“…começa a não entender o que as pessoas com menos de 30 anos estão dizendo e considera ser algum tipo de seita moderna”

Você percebe que está envelhecendo quando:

– sua ambição se torna juntar selos do Pão de Açúcar só pra conseguir a faca de pão.  (as outras são facas homicidas e não as uso)

– chegar em casa é melhor do que sair.

– fica tão feliz em terminar um livro quanto em começar um namoro.

– aliás, prefere terminar o livro. Leia Mais

Uma vida normal, K.

Postado por em 08/nov/2017

Um vida normal, K

“O que você tomou? Foi você quem escolheu a fantasia, porque era a mais barata. Estamos ensaiando pra entrar na avenida em fevereiro, lembra?”

—– Eu quero ter uma vida normal, K.

–— Como assim?

–— Assim tipo tio Raul e tia Glória.

–— Raul Seixas e Gloria Pires?

–— Não! O Raul Seixas morreu. O nosso tio. O Raul.

—– Não conheço.

–— Claro que não conhece, eu inventei. Leia Mais