José Trajano

José Trajano - ultrajano

Sejam bem-vindos ao Ultrajano!

Aqui tratamos preferencialmente de esportes, política, cultura geral e direitos humanos.

Somos uma plataforma de artigos de colunistas, reportagens, entrevistas, bate-papos, compartilhamento de notícia, dicas e principalmente programação ao vivo.

Tudo sob o comando de José Trajano, um dos mais respeitados jornalistas do Brasil.



Acompanhe:

Tabelinha #49

Postado por Edu Souza em 23/nov/2017 -

Grêmio sofre na Arena, mas vence a primeira batalha da decisão da Libertadores contra os argentinos do Lanús. Hoje tem Flamengo nas semifinais da Sul-americana contra o Junior-COL no Maracanã. Pela Champions, Neymar e demais brasileiros do PSG reencontram o 7×1, desta vez do lado vencedor… Prestamos homenagem ao grande Adoniran Barbosa e lançamos nossas tradicionais perguntas do dia. Veja aqui o Tabelinha #49 com Cláudio Arreguy e José Trajano.

Bula da bola

Postado por em 23/nov/2017

bula da bola

“A Bula da Bola: que os aqui citados se sintam homenageados pela lembrança. Desde já, estão todos recomendados às mais variadas faixas de idade, sem restrição alguma”

Vocês já repararam que o futebol está cheio de jogadores com nomes de remédios ou similares? Espalhados pelos gramados, daqui e d’além mar, estão nomes que sugerem de certa forma uma ida à farmácia mais próxima, uma visita a essas modernas drugstores que vendem de tudo – comidas rápidas, sorvetes, jornais, bebidas, produtos para cães, bengalas, guarda-chuvas… Até mesmo medicamentos. Leia Mais

Festa de fim de ano (ou) Eu não morri, nem estava viva¹

Postado por em 23/nov/2017

priscila gontijo

“Preocupada, lambeu imediatamente cada vestígio de roxo, não queria mais ser a purpúrea da parada. Era tarde. A produtora já tinha percebido que ela percebeu que não fazia parte”

Quando ela entrou na festa, percebeu que os convivas eram tão lindos e perfeitos e altos e jovens que se arrependeu de não ter ido ao cirurgião plástico no dia anterior. Claro que ela não teria dinheiro para uma cirurgia daquele porte, afinal, ainda nem tinha feito o exame anual de mamografia devido ao bloqueio do seu plano de saúde, mas quem sabe conseguia um escambo? Leia Mais

Puta la madre! A primeira Libertadores ninguém esquece

Postado por em 23/nov/2017

Palmeiras Peñarol 1961

“Lembro direitinho que estava olhando aquele time de amarelo e preto entrando em campo, quando algum torcedor lá de cima atirou uma bola de papel…”

Não existia drone naquele tempo. Mas claro que já havia espionagem no futebol – isso é coisa antiga. Acompanhando a vitória do Grêmio sobre o Lanús por 1 a 0, me lembrei da minha primeira final de Copa Libertadores. Era 1961 e eu tinha sete anos. O jogo seria no Estádio Paulo Machado de Carvalho – o inigualável Pacaembu, no dia 11 de junho. Leia Mais

Nanã é zagueirão. E anti-herói é o diabo!

Postado por em 21/nov/2017

Renato Stockler

“É o zagueirão cara de mau típico. Não fica de risinho, não gosta de gracinha, não perde tempo, não inventa moda, não perde bola pra atacante nem tempo”

A várzea da vez em Mauá…

Para mim, a ida até essa cidade sempre tem um charme, um elã de algo muito especial que me acomete quando saio da redação do jornal rumo aos bons terrões de lá. Uma sensação muito boa, gostosa, me sinto muito bem. Leia Mais

Acompanhe: